Reflexões no Divã...

                           Dra. Carla Navarro Baltazar Feijoo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Image result for transtornos emocionais dos idosos

       

        

       Dicas de Saúde Emocional na Terceira Idade

Para o especialista em Inteligência Emocional, Rodrigo Fonseca, o público da terceira idade tem grande potencial e consciências das suas riquezas interiores, basta desenvolvê-las em qualquer fase de nossas vidas.

A chegada da terceira idade é um período normal da vida e que reflete a consciência, ou em alguns casos angústia, da descoberta da essência do que viemos fazer neste mundo e a manifestação de todo o potencial que temos.

“Na correria quase insana que nos envolvemos dia a dia, muitas vezes, deixamos passar despercebido que cada instante é muito precioso, único e pode revelar grandes oportunidades de transformação”, diz Rodrigo Fonseca, fundador e presidente da Sociedade Brasileira de Inteligência Emocional.

Para o especialista em inteligência emocional, os aspectos emocionais e psicológicos muitas vezes são ignorados, por exemplo, pelos familiares. Sintomas como depressões, transtornos cognitivos, fobias não caracterizam necessariamente uma doença e sim um sinal amarelo de que as emoções estão à flor da pele.

Rodrigo explica que a vida é movimento, é energia e sempre tem o melhor para nos oferecer. Podemos compará-la a uma tela em branco. Podemos fazer dela uma obra de arte, ou, simplesmente deixá-la do jeito que a recebemos, mantendo-a sem qualquer relevância, ou pintar o pior dos pesadelos - sempre é uma escolha nossa.

Pessoas de oitenta anos podem ter mais disposição e vitalidade que uma de vinte. As emoções são responsáveis pela energização dos nossos órgãos vitais. Assim como um enfarto pode se provocado por reiterado acúmulo de estresse, que, aliás, nada mais é do que um subproduto de medos e raiva não digeridos, uma boa dose de alegria todos os dias pode manter saudáveis sua mente e seus órgãos vitais.

“É pena que, muitas vezes, nos deixamos dominar por pensamentos negativos e limitantes, pois eles não fazem parte da nossa essência. A existência de cada ser vivo não é obra do acaso. Existe um propósito e ele não se restringe aos atos de trabalhar, estudar, casar e sobreviver. Você e eu existimos para contribuir de maneira especial e única com a evolução da humanidade e, consequentemente, com o nosso próprio crescimento”, ressalta ele.

Existem muitos "idosos" que descobriram isso é, mesmo na terceira fase da vida, buscaram dentro de si mesmos as respostas para muitas angústias e problemas que já enfrentavam há décadas. Um grande exemplo disso é uma senhora de 86 anos que chegou de bengala e arqueada no Treinamento de Inteligência Emocional que ministramos em São Paulo, com o propósito de ser mais feliz. No final, além de descobrir uma felicidade que sempre existiu dentro dela mesma, também tocou em meus ombros na saída do Treinamento e me deu sua bengala dizendo que "eu usaria muito mais que ela a partir daquele dia", e saiu completamente ereta!

Outro exemplo é o de um engenheiro de 75 anos que chegou ao Treinamento sem qualquer vontade de descobrir que podia viver muito melhor consigo mesmo, pelo contrário, para ele, sua vida havia acabado quando perdeu seu filho de 40 anos por uma fatalidade da vida. Após esse homem descobrir e trabalhar tantas emoções que estavam enterradas há tantos anos dentro dele, e que a perda de seu filho havia sido apenas o "gatilho" que trouxe suas feridas emocionais à tona, pôde descobrir uma vontade de viver e alegria, que conforme ele mesmo compartilhou conosco, nunca havia sentido em toda a sua juventude!

O grande SEGREDO de qualquer bem-estar, seja ele físico ou emocional em qualquer fase da vida, está no CONDICIONAMENTO, ou seja, dar condição para o seu corpo, mente e emoções se manterem saudáveis. E isto nós só adquirimos TREINANDO. Veja algumas dicas:

- Converse com sua CRIANÇA… ela ainda existe dentro de você, e poderá trazer muitas respostas e alegria!
- Descubra o que te dá prazer e FAÇA! Por exemplo, fazer academia ou dança de salão só porque está na moda não é boa opção. O exercício físico está conectado à nossa criança interior e se ela não gostar da atividade, ela o boicotará com certeza. Por isso muitas vezes não conseguimos dar continuidade em algumas atividades que nos propomos a fazer. Descubra... permita-se experimentar o NOVO!
- Assumir o “próprio eu”, o que envolve sentimentos, desejos, realizações, conflitos e medos, tudo se torna menos complexo, porque fica muito mais fácil enxergarmos a nossa verdadeira essência.
- Viver intensamente cada momento e se permitir explorar além do convencional, além dos passos da maioria – rompem suas próprias barreiras. Seja no trabalho, no relacionamento com a família, nos compromissos assumidos socialmente, tudo reflete o seu posicionamento diante da vida e das circunstâncias e tem muito a ver com a permissão que você dá a si mesmo de experimentar.
- Entender que as situações incômodas ou limitantes da vida podem ser transformadas, fica muito mais fácil conviver com elas e garantir o nosso lugar no mundo.
- Concretizar seus próprios sonhos. Porém, para isso, é imprescindível criarmos condições para materializá-lo, o que significa... AGIR para torná-lo realidade!
- Usar seus MEDOS para impulsioná-lo e seus talentos para concretizar seus maiores sonhos!

Postado por : SEGS