Reflexões no Divã...

                           Dra. Carla Navarro Baltazar Feijoo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Crônica: 

Cargas Desnecessárias

"Um viajante caminhava cansado pela estrada, levando uma grande pedra nas mãos. Nas costas ainda carregava um pesado saco de terra. No caminho, uma pessoa viu sua dificuldade e lhe perguntou:

- Cansado viajante, por que carrega essa pedra tão grande?

- É estranho, mas eu não tinha realmente notado que ainda a carregava. Ela não tem mais utilidade para mim – disse o viajante.

Então, ele jogou a pedra fora e se sentiu muito melhor. Mais adiante, outra pessoa cruza seu caminho e lhe pergunta:

- Por que carrega esse saco de terra tão pesado?

- Estou contente que me tenha feito essa pergunta - disse o viajante - porque eu não tinha percebido que não precisarei mais dele. 

Desfez-se do saco de terra, e percebeu que tornou-se um homem mais livre e passou a caminhar mais tranquilo e feliz."

(autor desconhecido)

"Qual era na verdade o problema dele? A pedra? O saco de terra? Não. Era o apego e a falta de consciência da existência desses pesos. Uma vez que as viu como cargas desnecessárias, livrou-se delas e já não se sentia mais tão cansado. Coloquei esta breve e conhecida história porque ela nos traz um precioso ensinamento que sempre abordo em minhas palestras. Abandone tudo aquilo que não condiz com seu caráter, sentido de vida, objetivos e metas. Tudo que não agrega, que te distrai e te afasta da direção que decidiu dar à sua vida deve ser abandonado em favor desta causa maior. Muitas pessoas não chegam onde desejam porque ficam prisioneiras do apego a hábitos, circunstâncias e outras questões. O apego é uma âncora que mantém você preso onde está agora." 

(Por: Carlos Hilsdorf)